107967404_3568433269842509_8783285916796

Conheça os materiais gratuitos

Desfrute das facilidades que eu criei especialmente pra você!

  • Danielle Silva

Se achar ou se amar? Narrativa dedicada à todas as mulheres

Na semana passada eu fui em um jantar com uns amigos e como sempre, busco estar presente, observar, como forma de utilizar todas as minhas experiências como aprendizado e desenvolvimento.


Chegando no local, cumprimentei todos, e percebi um ou outro rostinho diferente do nosso grupo.


Uma em especial me chamou atenção.

Além de linda, simpática, com uma presença que passava autoconfiança, ela estava responsável pelo jantar, o que me fez prestar ainda mais atenção - pra quem é novo aqui, eu já mencionei como gosto de gastronomia e tudo que envolve esse mundo de sabores.


O primeiro sentimento que veio à tona foi de intimidação.


Ofereci ajuda. Ela disse que estava bem e agradeceu.


Continuei por ali, falamos uma coisa e outra, e fiquei aberta, como uma boa observadora.

Quando o jantar estava pronto, ela pediu atenção à todos, explicou sobre o prato e deu algumas dicas.


Eis que brota um pensamento na minha mente: “hmm, tá se achando”.


Logo me dei conta do que havia pensado e já corrigi o pensamento.


Isso porque no fundo a minha reflexão era: “caramba, que mulher empoderada! Como eu queria ter essa segurança, força e propriedade pra demonstrar meus talentos e falar sobre meu trabalho”.


Você já passou por alguma situação assim? Já se deu conta como temos dificuldade de admirar e reconhecer as mulheres fortes que estão presentes no nosso dia a dia?

E não estou falando apenas de mulheres como nossas mães, amigas, colegas de trabalho, e pessoas em geral que temos apreço.


Mas sim de qualquer mulher. Aquela ex do seu namorado, a mulher que está se candidatando para o mesmo cargo que você, aquela que é do mesmo seguimento do seu nicho de mercado, etc.


Consegue perceber como ainda há muita “competição” no mundo das mulheres? E isso é o que nos faz querer criticá-las ao invés de enaltecê-las. De aprendermos umas com as outras.

Por isso, nesse dia da mulher, achei que essa inspiração consegue passar exatamente o que eu desejo para todas as mulheres desse mundo: se amem em primeiro lugar, e amem umas as outras, somos únicas e especiais, há espaço para todas!


Com amor, Dani ❣

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo